paisagens contemporâneas: territorialidades e tensões culturais (2019)

AUP5883 PAISAGENS CONTEMPORÂNEAS: TERRITORIALIDADES E TENSÕES CULTURAIS

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Prof. Euler Sandeville

Prof. Jorge Bassani

Data inicial: 1408/2019 Data final: 04/12/2019

Horário: Quarta 18:30 – 22:30 Local: Cidade Universitária

Tema: 2020 (2045 – 25) ¾ DE SÉCULO DE VERTIGEM, INSANIDADE E ILUSÃO

plano de aulas em construção

14/08 2020 (2045 – 25) ¾ de século de vertigem, insanidade e ilusão

Pensamentos iniciais (Euler Sandeville)


21/08 Genealogia dos discursos dissidentes (1945 – 1968)

Leituras indicadas:

HENRI LEFEBVRE E A INTERNACIONAL SITUACIONISTA. Entrevista conduzida e traduzida para o inglês em 1983 por Kristen Ross.

Maio de 1968 em Paris testemunho de um estudante Michel Thiollent


28/08 Toward a New World Order

04/09 – semana da pátria

11/09 -Toward a New World Order (cont.)

Leituras indicadas:

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Tradução Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó: Argos, 2009 [2006]. Lição Inaugural O que é o contemporâneo? p 57-73

SANDEVILLE JR., Euler. “Um mundo ao acaso”. A Natureza e o Tempo (o Mundo), on line, São Paulo, 16 de fevereiro de 2016. Disponível em https://anaturezaeotempo.net.br/2019/09/17/um-mundo-ao-acaso/ /com acesso em XX/XX/201X.

SANDEVILLE JR., Euler. “A Terra azul…Que mundo é esse? (partes 1 a 8)“. A Natureza e o Tempo (o Mundo), on line, São Paulo, 2016.

REIS FILHO, Daniel Aarão. O declínio das utopias socialistas no século XX. Uma crise terminal? In MONTEIRO, John Manuel e BLAJ, Ilana. História & utopias. Textos apresentados no VII Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH, 1996, p. 73 a 86.

PANITCH, Leo e GINDIN, Sam. Capitalismo global e império norte-americano. In PANITCH, Leo e LEYS, Colin (edit). O novo desafio imperial (Socialist Register 2004). Trad. Rodrigo Rodrigues; Sergio Duarte Julião da Silva. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales – CLASCO, 2006, p. 20 a 70.

MAGNOLI, Demétrio. O grande jogo. Política, cultura e ideias em tempo de barbárie. São Paulo: Ediouro, 2006. Capítulo 1: Heranças da Guerra Fria p.11-35

Pierre Ansart, neste sentido, insiste sobre “o quanto a vida política, longe de se desenvolver na calma das análises objetivas, é percorrida por desejos e por um trabalho permanente sobre os desejos…” e como esses desejos, diversificados e múltiplos, participam de “gestões políticas específicas, integrando estratégias de poder historicamente constitutivas e intervindo de maneira radical na formação da(s) subjetividade(s).” Para além, portanto, do conceito de ideologia (que não abarca senão as representações conscientes), buscando abarcar a dimensão afetiva das relações sócio-políticas, uma problemática inovadora e renovadora da história política é formulada: a de que “o poder se reproduz também pela produção e pela aceitação destas mensagens emocionantes”. Como pano-de-fundo, o desafio de que a descolonização da imaginação pela razão não signifique simples inversão de termos, recompondo e recontextualizando na colonização da razão pela imaginação; ainda uma vez, o divórcio deste par instituinte do pensamento político.
BRESCIANI, Maria Stella Martins. Razão e paixão na Política. In MONTEIRO, John Manuel e BLAJ, Ilana. História & utopias. Textos apresentados no VII Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH, 1996, p. 23 Continuar lendo

AUP5883 PAISAGENS CONTEMPORÂNEAS: TERRITORIALIDADES E TENSÕES CULTURAIS

AUP5883 PAISAGENS CONTEMPORÂNEAS: TERRITORIALIDADES E TENSÕES CULTURAIS

progrma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Área de Concentração Paisagem e Ambiente

Prof. Euler Sandeville

Prof. Jorge Bassani

No final desta apresentação do projeto desta disciplina você irá encontrar os links para os programas de cada oferecimento.

A disciplina foi proposta e criada em 2017 pelo Prof. Euler Sandeville Jr., inicialmente propondo-se o título 19451955195719691971197219742012 – Da Contra-Cultura à Paisagem Contemporânea. A numeração 19451955195719691971197219742012 (UPC/EAN) era um código de barras (Universal Product Code-UPC; European Article Numbering System-EAN) da cultura criado para um projeto mais amplo de discussão da cultura contemporânea, formado por uma conjunto de eventos que iniciava-se em 1945: em minutos, Hiroshima deixou de existir.

É 08:15, 06 de Agosto. As crianças correm pela casa, o sol doira a paisagem através da janela, e planos do dia-a-dia derramam-se pelos sorrisos indicando, entre as dores, a razão de tanto trabalho. Continuar lendo

projetos, ensino e oficinas

PROJETO, ENSINO E OFICINAS
org. Euler Sandeville Jr.

 

 

SANDEVILLE JR., Euler; BASSANI, Jorge. “Paisagens Contemporâneas: Contracultura e Resistência” (Programa de Disciplina, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da USP). Núcleo de Estudos da Paisagem, on line, São Paulo, 2018.

 

 

Foto Euler Sandeville, Folha, detalhe, 2009.

Folha, detalhe. Foto de Euler Sandeville, 2009.

 

 

 

 

paisagens contemporâneas: contracultura e resistência (2018)

DISCIPLINA AUP5883 PAISAGENS CONTEMPORÂNEAS: CONTRACULTURA E RESISTÊNCIA
…….FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO DA USP
…….PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO
ATUALIZADO 25/04/2018

Prof. Euler Sandeville Junior
Prof. Jorge Bassani
terças das 18:30 às 22:30
(10 encontros de 06/3 a 29/05, bonus track 08/05 e 05/06, 9 créditos)

OBJETIVOS

A disciplina propõe a trabalhar criticamente um material temático recortado a partir de movimentos artísticos, culturais e de ativismo de inspiração libertária, (1.) analisando seus processos criativos e a relação arte-vida cotidiana a partir da experiência vivenciada até sua constituição como produtos, (2.) estudando poéticas colaborativas de resistência cultural e transformação de comportamentos como construção de autonomia política e cognitiva em ação, e seu diálogo conflitante na disputa ideológica, comunicativa, econômica pelo e no espaço público.

PROPOSTA PARA 2018: SENSIBILIDADES E PRÁTICAS CONTEMPORÂNEAS Continuar lendo